EUA agora preparam cerco a cidade xiita

Um destacamento militar de 2.500 homens, apoiado por tanques e artilharia, abre caminho nos arredores da cidade sagrada xiita de Najaf, preparando-se para o embate final com as forças leiais ao clérigo radical Muqtada al-Sadr.Unidades militares montaram um cordão de segurança ao redor de Najaf, para impedir que os milicianos ligados a al-Sadr fujam. ?Estamos consolidados ao norte de Najaf e nos preparamos para operações de combate?, disse o general John Batiste. Políticos iraquianos iniciaram negociações para evitar um ataque à cidade, que abriga o local mais sagrado do xiitismo, o Santuário do Imã Ali, onde al-Sadr foi fotografado nesta amanhã.Enquanto isso, em Faluja, cidade sunita mantida sob cerco americano há uma semana, um helicóptero americano foi abatido, ferindo três soldados. Um fuzileiro naval que tentava garantir a segurança dos feridos foi morto, informam fontes militares.Um rebelde iraquiano disse que atingiu o helicóptero com uma granada propelida por foguete. O general Mark Kimmitt, chefe interino das operações militares no Iraque, confirmou a queda do aparelho.A equipe enviada para resgatar os três ocupantes do helicóptero foi submetida a fogo de morteiros e um soldado morreu. Uma segunda equipe foi destacada para destruir o helicóptero, impedindo que a guerrilha iraquiana se apossasse do equipamento em seu interior. Segundo um porta-voz dos fuzileiros navais, sete outros fuzileiros ficaram feridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.