EUA agravam terrorismo, alerta líder religioso do Líbano

A guerra dos Estados Unidos contra o terrorismo e a postura em favor de Israel agravará ainda mais o extremismo no mundo, alertou nesta sexta-feira o grão-aiatolá Mohammed Hussein Fadlallah, mais importante líder dos muçulmanos xiitas do Líbano.Ele acusa os EUA de darem "sinal verde" para que Israel ataque os palestinos da Cisjordânia e da Faixa de Gaza e reprima a resistência à ocupação israelense dos territórios árabes. "Se a guerra ao terrorismo é a guerra da América em favor da comunidade internacional, nós tememos que a forma americana de conduzir as situações internacionais venha a causar uma escalada de terrorismo no mundo", disse o religioso durante sermão a 2 mil fiéis em uma mesquita na zona sul de Beirute.Fadlallah, de 68 anos, criticou ainda o veto dos EUA a um projeto de resolução no Conselho de Segurança da ONU para condenar o Estado judeu pela construção de um imenso muro para separar Israel da Cisjordânia - e que em muitos pontos invade grandes porções dos territórios palestinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.