EUA aguardam veto da Venezuela a envio de embaixador

O Departamento de Estado norte-americano afirmou nesta terça-feira que o país ainda não recebeu nenhuma espécie de notificação formal de que o governo venezuelano se nega a receber Larry Palmer como embaixador dos Estados Unidos na Venezuela. Philip J. Crowley, porta-voz da chancelaria norte-americana, disse que os EUA não receberam notificação via canais diplomáticos, apesar de o presidente Hugo Chávez ter afirmado no domingo que não aceitará o indicado pela Casa Branca.

AE-AP, Agência Estado

10 de agosto de 2010 | 20h58

Crowley disse ontem que a Venezuela havia aceitado a nomeação de Palmer antes de o nome do diplomata ser aprovado pelo Senado norte-americano. Chávez e outros membros do governo venezuelano criticaram Palmer depois de o norte-americano ter expressado preocupação com a influência de Cuba nas Forças Armadas venezuelanas. O embaixador disse também que guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias Armadas da Colômbia (Farc) estão refugiados em território venezuelano.

O governo norte-americano busca um diplomata que substitua Patrick Duddy, que recentemente encerrou sua passagem por Caracas. Duddy chegou a ser expulso do país em 2008, quando Caracas acusou Washington de envolvimento com atos violentos contra o governo aliado da Bolívia. Chávez expressou otimismo sobre uma possível melhora nas relações entre Caracas e Washington quando Barack Obama assumiu o poder, mas elas continuam tensas.

O presidente venezuelano já acusou os EUA de conspirarem para derrubar seu governo, e as autoridades norte-americanas se dizem preocupadas com a liberdade de expressão e a democracia sob o governo Chávez.

Tudo o que sabemos sobre:
Estados UnidosVenezuelaembaixadorveto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.