EUA ainda analisam meios de processar Assange

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos ainda está analisando meios de processar o australiano Julian Assange, fundador do site dedicado a vazamentos de documentos secretos WikiLeaks, disse neste domingo o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

Agência Estado

19 de dezembro de 2010 | 19h31

"Estamos indo atrás disso neste exato momento", afirmou Biden durante entrevista concedida à emissora norte-americana de televisão NBC.

Ele não disse, no entanto, como se dará a reação judicial do governo norte-americano aos vazamentos realizados pelo WikiLeaks. "Eu não vou comentar esse processo", limitou-se a dizer.

Biden também qualificou Assange, que encontra-se na Inglaterra e luta contra um pedido de extradição da Suécia, como um "terrorista hi-tech".

Segundo o vice-presidente norte-americano, o WikiLeaks "causou danos" com os vazamentos de segredos militares e telegramas diplomáticos dos Estados Unidos.

"Esse cara (Assange) fez coisas que causaram danos e colocaram vidas de pessoas em risco em outras partes do mundo", disse Biden.

Sem dar mais detalhes, o vice-presidente norte-americano disse ainda que há, entre alguns líderes mundiais, "quem tenha vontade de encontrar-se com ele (Assange) sozinho, sem mais ninguém na sala". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAWikileaks

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.