EUA alertam aeroportos para uso de lança-mísseis

As autoridades americanas alertaram hoje os aeroportos do país sobre o perigo de ataques terroristas contra aviões comerciais com mísseis disparados com lançadores portáteis - método utilizado no atentado falido de ontem contra um avião israelense no Quênia. Fontes governamentais confirmaram que os serviços de inteligência estão seguindo as pistas do atentado de ontem, em uma tentativa urgente de descobrir o funcionamento do mercado clandestino dos lança-mísseis portáteis, um novo pesadelo para os sistemas de segurança americanos."Estamos trabalhando na resposta a este tipo de ameaça", disse o porta-voz da Administração de Segurança no Transporte dos EUA (TSA), Robert Johnson, ao informar sobre o alerta dado aos aeroportos do país. As autoridades aeroportuárias receberam instruções concretas sobre como enfrentar uma ação deste tipo, mas Johnson se negou a oferecer mais detalhes, alegando razões de segurança.No entanto, o porta-voz adiantou que funcionários da TSA se reunirão com representantes de vários setores da indústria de aviação comercial para tratar da ameaça do lança-míssil portátil, o qual pode ser ativado por apenas uma pessoa, que o monta sobre o próprio ombro.Para o governo dos Estados Unidos, os ataques de ontem contra o avião da companhia aérea israelense Arkia e um hotel no Quênia foram mais um exemplo da contínua atividade do grupo Al-Qaeda, considerado o responsável pelos atentados de 11 de setembro do ano passado contra o Pentágono, em Washington, e o World Trade Center, em Nova York.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.