EUA alertam China sobre caso Snowden

A Casa Branca disse nesta segunda-feira que a China desferiu um golpe nas relações com os Estados Unidos ao permitir que Edward Snowden, ex-funcionário de uma empresa que prestava serviços para o governo que é procurado pelas autoridades norte-americanas, partisse de Hong Kong em direção a Moscou.

Agência Estado

24 Junho 2013 | 14h29

"Nós não acreditamos que foi uma decisão técnica de um funcionário da imigração de Hong Kong", declarou o porta-voz da Casa Branca Jay Carney. "Foi uma escolha deliberada do governo de liberar um fugitivo, apesar do mandado válido de prisão e do fato de a decisão ter, inquestionavelmente, um impacto negativo no relacionamento entre Estados Unidos e China."

Ele se recusou a comentar as "repercussões" ao relacionamento entre as nações. "Mas os chineses enfatizaram a importância da construção de confiança mútua...e achamos que eles consideraram isso um sério contratempo", disse Carney aos jornalistas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
EUAChinaSnowden

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.