EUA alertam Moscou contra intervenções na Ucrânia

A Casa Branca advertiu a Rússia nesta segunda-feira contra intervir no leste da Ucrânia e ameaçou aplicar mais sanções. O porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, disse que há fortes indícios de que alguns manifestantes pró-Moscou que tomaram controle de prédios do governo no leste da Ucrânia foram pagos, e não se tratavam de moradores locais.

AE, Agência Estado

07 de abril de 2014 | 14h05

Segundo o representante, a escalada de tensões na Ucrânia é o resultado do aumento da pressão russa. Carney disse que, se a Rússia se mover para leste da Ucrânia, quer aberta ou veladamente, seria uma escalada muito séria.

O porta-voz pediu que o presidente russo, Vladimir Putin, interrompa os esforços para desestabilizar a região. Ele disse que a Rússia deve recuar suas tropas de fronteira.

Separatistas pró-Rússia na cidade ucraniana de Donetsk proclamaram a região independente. A cadeia de eventos tem levantado preocupações sobre uma repetição da anexação da Crimeia à Rússia. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUARússiacrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.