EUA alertam trânsito de norte-americanos no Paquistão

Os norte-americanos que estão em Islamabad, no Paquistão, foram advertidos neste domingo a ficar longe de prédios do governo afegão e de vários hotéis importantes da cidade devido à ameaça de atos terroristas.

PRISCILA ARONE, Agência Estado

07 de outubro de 2012 | 13h21

A embaixada dos Estados Unidos em Islamabad citou um alerta geral de terrorismo emitido pelo Ministério do Interior paquistanês, segundo o qual pode haver ataques terroristas contra certos prédios do governo no centro da cidade e hotéis conhecidos, dentre eles o Marriott, Holiday Inn, Best Western e Margalla Motel.

Também neste domingo, militares paquistaneses impediram que um comboio com milhares de pessoas entrasse na região tribal do Waziristão do Sul neste domingo, na fronteira com o Afeganistão. O grupo protestava contra ataques com aviões norte-americanos não tripulados.

A multidão, liderada por Imran Khan - uma estrela do críquete que passou a atuar na política - e por seu partido, foi impedida de seguir quando estava a apenas alguns quilômetros da fronteira com o Waziristão do Sul. Após uma hora de negociações, Khan anunciou que o grupo voltaria para a cidade de Tank, a cerca de 15 quilômetros de distância. No local, ele fez um discurso para cerca de 100 mil pessoas.

Khan tem criticado duramente a cooperação do governo paquistanês com Washington na luta contra militantes islamitas, principalmente os ataques com uso de aviões não tripulados. Segundo ele, a aliança do país com Washington é a principal razão pela qual o Paquistão enfrenta a insurgência do Taleban.

"Queremos enviar uma mensagem aos Estados Unidos: quanto mais vocês realizarem ataques com aviões não tripulados, mais as pessoas vão odiar vocês", disse Khan à multidão. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAPaquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.