AP Photo/Ronald Zak
AP Photo/Ronald Zak

EUA analisam possibilidade de retirar Farc de lista de terroristas

Secretário de Estado americano afirmou que país ainda não está pronto para decisão, mas que está preparado para ‘fazer juízos’ sobre assunto

O Estado de S.Paulo

26 de setembro de 2016 | 15h51

CARTAGENA, COLÔMBIA - O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, disse nesta segunda-feira, 26, que seu país ainda não está pronto para retirar as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) de sua lista de organizações terroristas. Contudo, ele garantiu que analisará o assunto à medida que o acordo de paz com o governo colombiano for implementado.

"Estamos claramente preparados para analisar e fazer juízos sobre isso à medida que os fatos surgem", afirmou Kerry aos repórteres durante uma visita a Cartagena, na Colômbia, para a assinatura do acordo de paz entre Bogotá e o grupo rebelde, encerrando 52 anos de guerra.

Kerry disse que o processo poderá avançar rapidamente se os rebeldes aderirem aos termos do pacto. "Acho que saberemos muito rapidamente", declarou. "Estamos profundamente comprometidos com o sucesso. Não queremos deixar as pessoas em uma lista se elas não pertencerem a uma lista."

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, pediu aos EUA que retirem as Farc de sua lista de terroristas. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.