EUA anuncia novas sanções por crise na Crimeia

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos aplicará novas sanções contra o ex-vice-presidente do Parlamento ucraniano, seis líderes separatistas da Crimeia e uma companhia de gás com sede na Crimeia devido à anexação da península ao território russo.

AE, Agência Estado

11 de abril de 2014 | 20h05

David Cohen, subsecretário de terrorismo e inteligência financeira, qualificou a Crimeia de "território ocupado" e disse que os EUA continuarão apresentando punições aos envolvidos com o que o país qualifica de violação à soberania ucraniana. A medida do Departamento do Tesouro congela quaisquer ativos dentro da jurisdição dos EUA de indivíduos que são alvo da sanção e impede cidadãos norte-americanos de fazer transações com eles. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.