EUA anunciam libertação iminente de "americano inimigo"

O governo dos Estados Unidos pediu um adiamento da audiência sobre o caso de um cidadão americano capturado como ?combatente inimigo? no Afeganistão em 2001, dizendo que um acordo para pôr Yaser Esam Hamdi em liberdade é iminente. ?As linhas gerais do acordo estão prontas, com apenas alguns detalhes ainda em negociação?, diz a documentação apresentada pelo governo.O advogado de Hamdi, Frank Dunham Jr., apóia a moção do governo, afirmando que a negociação em curso é o meio ?mais rápido e seguro? para tirar seu cliente das ?condições insuportáveis? de confinamento solitário em que se encontra.A libertação de Hamdi começou a ser negociada depois que a Suprema Corte dos EUA decidiu, em junho, que nem mesmo ?inimigos? podem ser mantidos presos por tempo indeterminado. Hamdi está preso há três anos, sem ter recebido nenhuma acusação. Embora tenha nascido nos EUA, sua família é saudita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.