EUA anunciam medidas contra banco iraniano

Os Estados Unidos acusaram um dos maiores bancos do Irã, o Sepah, controlado pelo Estado, de financiar ilegalmente o desenvolvimento de armas de destruição em massa.O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos vai congelar qualquer ativo que o banco tenha sob jurisdição americana.Empresas americanas também foram proibidas de negociar com o banco."O Banco Sepah é o eixo financeiro da rede de financiamento de mísseis do Irã e tem auxiliado ativamente no esforço iraniano para o desenvolvimento de mísseis capazes de transportar armas de destruição em massa", afirmou o subsecretário para Terrorismo e Inteligência Financeira do Tesouro americano, Stuart Levey.Segundo Levey, o banco facilitou as compras internacionais do Irã de material para seu programa de mísseis.Coréia do NorteLevey também afirmou que o Banco Sepah tem sido o meio de ligação para um acordo com a organização norte-coreana Komid, acusada pelos Estados Unidos de fornecer tecnologia de mísseis para o Irã.Os Estados Unidos afirmam que o Irã está trabalhando no desenvolvimento de armas nucleares. O Irã nega essa acusação, e diz que seu programa nuclear tem fins pacíficos.Em dezembro, o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas votou por unanimidade uma resolução que impõe sanções contra o Irã, por causa do programa nuclear do país.A resolução proíbe o fornecimento de tecnologia e material nuclear ao Irã, congela bens e limita a possibilidade de viagens para alguns indivíduos, mas não inclui a possibilidade de ação militar.O documento exige que o Irã interrompa o enriquecimento de urânio, que pode ser usado como combustível para usinas nucleares e também na fabricação da bomba atômica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.