EUA anunciam o 49º membro da coalizão: Tonga

A Casa Branca anunciou que a ilha de Tonga, uma pequena monarquia constitucional do sul do Pacífico, se incorporou ao grupo de nações que apóiam a guerra dos EUA e da Grã-Bretanha contra o Iraque. Com a inclusão de Tonga, são agora 49 as nações que integram a coalizão - muitas das quais, como esta última, carecem totalmente de peso no âmbito militar. Segundo analistas internacionais, Washington publicou a lista de países que o apóiam numa tentativa de enfrentar a oposição internacional à guerra e minimizar a derrota diplomática que sofreu no Conselho de Segurança da ONU em seu pedido de apoio à intervenção no Iraque. Tonga, que faz parte da Comunidade Britânica - formada pelas ex-colônias do Império britânico - não possui forças armadas e só em 1970 obteve independência da Grã-Bretanha. A pequena ilha de aproximadamente 800 km2, localizada a nordeste da Nova Zelândia, tem pouco mais de 100.000 habitantes, de origem polinésia. A última vez em que Tonga obteve alguma relevância nos meios de comunicação internacionais foi quando sofreu uma goleada de 22 a 0 da Austrália (outro membro da atual coalizão) durante as eliminatórias da copa mundial de futebol na Coréia do Sul e Japão em 2002, e por sua classificação para o próximo campeonato mundial de rúgbi, que se realizará na Austrália este ano. A nação também foi notícia quando o rei Tupou IV foi vítima de um golpe financeiro perpetrado pelo norte-americano Jesse Bogdonoff, que resultou na perda de cerca de ? 21 milhões para a empobrecida economia do reino. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.