EUA anunciam plano para proteção contra terroristas

O chefe do Departamento de Segurança Interna, Tom Ridge, anunciou hoje a entrada em vigor da Operação Escudo da Liberdade, destinada a proteger os EUA de represálias terroristas, ao mesmo tempo em que o país se prepara para liderar um ataque ao Iraque. O nível de alerta foi elevado.A Operação Escudo da Liberdade foi apresentada como o plano de segurança nacional de maior alcance para proteger a infra-estrutura e a população de possíveis atentados semprejudicar a economia. Durante uma entrevista coletiva, Ridge explicou que o aumento do nível de alerta nacional, de amarelo (elevado) para laranja (alto), correspondeu a relatórios de inteligência recompilados recentemente, que as autoridades continuarão avaliando.Ridge esclareceu, no entanto, que por enquanto não estáprevista a militarização das fronteiras dos EUA. As fronteiras com o México e o Canadá, logo depois dos atentados de 11 de setembro de 2001, foram brevemente militarizadas.Entre as maiores restrições migratórias, Ridge explicou que as autoridades poderão deter, durante o período de tramitação, os que solicitarem asilo político e procederem de países onde a rede terrorista Al-Qaeda opera ou onde tenha simpatizantes. Os solicitantes serão libertados quando os Departamentos de Estado e de Segurança Interna emitirem decisões sobre cada caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.