EUA anunciam restrições a vôos em 11 de setembro

O governo federal anunciou nesta quinta-feira uma série de restrições a vôos durante as cerimônias comemorativas do primeiro aniversário dos ataques terroristas de 11 de setembro. A nova regulamentação é menos estrita do que a apresentada na semana passada aos executivos das empresas aéreas.A primeira proposta havia proibido as linhas aéreas internacionais de sobrevoarem as três zonas onde se realizaram os ataques no aniversário dos mesmos. Agora, os vôos ficam proibidos apenas dentro de um raio de 55,52 km em torno do lugar onde se realizam as cerimônias e a uma altura inferior a 5.485 metros.Os passageiros das linhas comerciais não poderão levantar-se de seus assentos durante os 30 minutos que se seguem à decolagem e nos 30 minutos antes da aterrissagem nas três áreas. Os vôos privados, de treinamento e de turismo estarão proibidos ou restritos.Em Nova York, as restrições estarão em vigor desde as 7 horas de quarta-feira, dia 11, até as 20 horas de sexta-feira, dia 13. Os vôos de aviões privados estarão proibidos desde pouco antes do início dos atos públicos até pouco depois de seu encerramento. Em Washington, as restrições entrarão em vigor desde as 8h30 até as 23 horas de 11 de setembro.Os vôos estarão proibidos sobre o espaço aéreo da cerimônia anunciada para o Pentágono. Na localidade de Somerset, na Pensilvânia - onde caiu o terceiro avião -, os vôos estarão proibidos no espaço aéreo sobre o lugar da cerimônia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.