EUA aprovam injeção para castrar cães

A FDA, órgão do governo dos EUA que supervisiona alimentos e remédios, aprovou o Neutersol, uma alternativa à cirurgia de castração para filhotes de cachorro. O produto, injetado nos testículos do filhote na idade correta, produz atrofia dos testículos e da próstata. O Neutersol é feito de um aminoácido e um sal de zinco.A alternativa cirúrgica, remoção dos testículos, garante a esterilidade em 100% dos casos. O Neutersol é um pouco menos eficiente: análises de sêmen mostraram uma esterilização química malsucedida em 224 cães testados.Uma modalidade de castração química já existe para seres humanos. Nos Estados Unidos, criminosos sexuais podem ser condenados a receber injeções regulares de um hormônio que reduz a taxa de testosterona, mas não se trata de esterilização permanente. O novo método para cães é permanente, mas alguma testosterona continua a ser produzida pelo animal, porque o tratamento não tem base hormonal. Por isso, o novo método pode não eliminar os comportamentos do cão associados ao hormônio, como demarcação de território e agressividade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.