EUA aprovam teste que detecta HIV em 20 minutos

Um novo sistema de diagnóstico que detecta o vírus da aids em apenas 20 minutos foi aprovado pelo governo dos Estados Unidos. Os americanos consideraram oficialmente o exame como um importante passo para conter a epidemia mortal. "Será uma ferramenta maravilhosa para os nossos consultores e as pessoas que nos ajudam nesta luta contra a aids, no país e no mundo", disse o ministro da Saúde americano, Tommy Thompson, ao anunciar a decisão.O novo método de diagnóstico rápido, denominado OraQuick, foi desenvolvido pela empresa OraSure Technologies, com sede na Pensilvânia, e requer menos de uma gota de sangue de um dedo para apresentar um diagnóstico com 99,6% de eficácia. Depois de ser retirado, o sangue é transferido para um frasco, onde se mescla com uma solução. Então, transfere-se para outro dispositivo onde, no caso de apresentar algum anticorpo do HIV-1, surgem linhas de cor púrpura visíveis, por meio de uma pequena brecha.Ao contrário de outros exames de anticorpos do HIV, o novo sistema pode ser armazenado à temperatura ambiente e pode vir a ser considerado para uso fora dos laboratórios. Por enquanto, o OraQuick foi aprovado para ser realizado apenas em laboratórios, por pessoal médico qualificado.Este não é o primeiro teste para determinar rapidamente o vírus da aids. Existe outro exame desde meados dos anos 90, mas é tão complicado que poucas clínicas o utilizam.O teste que é feito habitualmente, hoje em dia, demora até duas semanas para fornecer o resultado, e a cada ano pelo menos 8 mil pessoas que tiveram resultado positivo no exame jamais voltaram à clínica para saber o desfecho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.