EUA aprovam US$ 87 bi para Iraque e Afeganistão

Colocando as preocupações com os soldados americanos à frente das políticas da Casa Branca no pós-guerra, o Senado e a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovaram rapidamente nesta sexta-feira um projeto de lei que atende a um pedido do presidente George W. Bush por US$ 87 bilhões para financiar as operações militares no Iraque e no Afeganistão.Votações convincentes deixaram poucas dúvidas de que o Congresso americano, apesar de questionar as políticas do presidente no pós-guerra, concordam que não há como voltar atrás da operação militar no Iraque. No Senado, a votação ficou em 87 a 12. Pouco antes, a Câmara aprovou o projeto por 303 a 125. Bush deverá ter a versão final da lei em sua mesa até o fim da próxima semana.O Senado aprovou um pacote similar pouco inferior ao aceito pela Câmara depois de negociações de última hora. Os senadores excluíram US$ 1,9 bilhão dos US$ 20,3 bilhões que Bush queria para reconstruir o Iraque - similar ao que fez a Câmara -, retirando dinheiro da criação de códigos postais e outros projetos qualificados como frívolos. Entretanto, adicionaram US$ 1,3 bilhão para a assistência de saúde dos veteranos de guerra.Em vez de retirar esse dinheiro, a Câmara dos Representantes o redirecionou a outros programas do pacote.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.