EUA aproximam-se de representantes da oposição ao presidente Bashar Assad

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton (foto), reuniu-se ontem com integrantes exilados da oposição ao presidente sírio, Bashar Assad, em Genebra. "Obviamente, uma transição democrática é mais do que a remoção do regime Assad. Significa colocar a Síria no caminho do estado de direito", disse Hillary aos militantes do Conselho Nacional Sírio.

O Estado de S.Paulo

07 de dezembro de 2011 | 03h02

A americana afirmou que quer saber dos planos dos ativistas para a instalação de uma democracia na Síria, caso eles consigam depor Assad, um sinal de reconhecimento do grupo como possível interlocutor legítimo em uma transição. No mesmo dia, Washington anunciou que seu embaixador na Síria, Robert Ford, será reenviado a Damasco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.