EUA atestam que Coréia do Norte cumpriu promessas nucleares

A Coréia do Norte manteve sua promessa e reverteu as iniciativas que tomara para recuperar o seu reator nuclear de Yongbyon, conforme previa acordo da semana passada entre Washington e Pyongyang, disse o Departamento de Estado norte-americano na sexta-feira. "Todos os lacres estão de volta, o equipamento de vigilância está de volta, reinstalado...onde estava antes", disse o porta-voz Sean McCormack. "Além disso, eles retiraram mais cápsulas do reator. No reator, eles na verdade foram além de onde estavam antes de reverterem as medidas de desarmamento", disse ele a jornalistas, acrescentando que 60 por cento das cápsulas com material enriquecido foram retiradas. Mas, na unidade de reprocessamento de combustível, ainda há muito trabalho pela frente. "Eles ainda não chegaram à linha-base em que estavam..., mas progrediram", disse McCormack. A Coréia do Norte havia retomado as atividades nucleares em reação à demora dos EUA em retirar o país da lista de Estados patrocinadores do terrorismo, o que Washington só queria realizar depois de ter certeza da desnuclearização norte-coreana. No fim de semana passado, ambos os países concordaram com medidas preliminares que levariam os EUA a retirar a Coréia do Norte da "lista negra". (Reportagem adicional de Paul Eckert)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.