EUA avisaram imprensa sobre ataques

Dezessete jornais e redes de TV norte-americanas e de outros países ficaram sabendo na sexta-feira que estava chegando a hora do ataque contra o Afeganistão, mas decidiram manter a informação em segredo. Diversas publicações - New York Times, Washington Post, Wall Street Journal, Baltimore Sun e Time - e redes de TV - ABC, NBC, CBS, Fox e CNN - receberam sexta-feira o aviso do Pentágono de que um de seus enviados estivera no porta-aviões em ação no Mar Árabe. "Temos muita confiança nos meios de comunicação de massa e em que eles vão continuar operando com um grande sentido de responsabilidade", declarou a porta-voz do Pentágono, Torie Clark, expressando satisfação pela colaboração demonstrada. "Tudo funcionou muito bem". O Pentágono autorizou a cobertura da guerra a cerca de 40 repórteres, a partir do porta-aviões. Nem todos eles são de jornais norte-americanos. Entre aqueles que não são dos EUA, há o Times, de Londres, a TV de Barhain e as Tvs britânicas Skynews e ITN. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.