EUA: Biden diz que Ryan planeja privatizar previdência

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, criticou nesta quinta-feira o plano dos republicanos para o Medicare, o sistema de saúde pública dos norte-americanos, e também o projeto dos republicanos para a previdência social. Em debate com o candidato republicano à vice-presidência, Paul Ryan, no Kentucky, Biden disse que os republicanos planejam privatizar a previdência. Biden também defendeu a reforma de saúde parcialmente executada pelo presidente Barack Obama desde 2009. Ryan disse que não é verdade que a privatização esteja nos planos.

ANDRÉ LACHINI (AE), Agência Estado

11 de outubro de 2012 | 23h21

"Nós salvamos US$ 700 bilhões do Medicare" evitando fraudes e desperdícios com seguradoras de saúde, afirmou o vice-presidente. "Ele sabe disso, que cada paciente custava milhares de dólares a mais para o governo", disse Biden, falando para Ryan. O vice-presidente acusou Ryan e o candidato republicano à presidência Mitt Romney de planejarem a privatização da seguridade social americana.

"Nós não vamos privatizar a seguridade social", disse Biden. Questionado sobre se iria privatizar a previdência, Ryan disse que o plano, na era do presidente George W. Bush, era privatizar a previdência "só para os jovens. Eles teriam a escolha", disse Ryan. O congressista republicano retirou o projeto do Congresso em 2011. "Não é verdade", retrucou Biden.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.