EUA bombardeiam e invadem cemitério de cidade sagrada

Tanques americanos invadiram o cemitério da cidade sagrada xiita de Najaf, transformado em campo de batalha, ao mesmo tempo em que helicópteros militares bombardeavam os rebeldes xiitas refugiados ali. Patrulhas americanas percorrem a cidade com os alto-falantes ligados, avisando os militantes a fugir ou morrer.Um grande incêndio teve início em um hotel a 300 metros da mesquita do Imã Ali, local mais sagrado de Najaf. Os rebeldes xiitas estariam usando o hotel como base. Testemunhas disseram que os rebeldes atiravam de dentro do prédio.Quase todos os combates em Najaf continuam centrados no vasto cemitério que fica perto da mesquita do Imã Ali. Os EUA acusam os rebeldes de lançar ataques a partir do cemitério e em seguir correr em busca de refúgio na área da mesquita.Autoridades americanas dizem que 360 rebeldes foram mortos entre quinta-feira, quando os combates começaram, e a noite de domingo. Os militantes xiitas questionam o número.Os combates acabaram com uma trégua negociada dois meses atrás entre as forças americanas e o líder xiita radical Muqtada al-Sadr, que controla a força rebelde, o Exército Mahdi. Os combates entre xiitas e forças estrangeiras já se estendem ao bairro xiita de Sadr City, em Bagdá, e ameaçam o pólo de exportação petrolífera de Basra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.