EUA bombardeiam Faluja; Allawi insinua nova ofensiva

Tropas americanas desencadearam um ataque aéreo contra um suposto esconderijo de guerrilheiros ligados ao terrorista jordaniano Abu Musab al-Zarqawi em Faluja. Relatórios de espionagem indicam que os alvos visados no ataque desfechado pouco depois das 4h00 da madrugada eram rebeldes "em ascensão" dentro da rede de al-Zarqawi e "planejavam ataques usando suicidas estrangeiros em veículos preparados com explosivos", dizem os militares americanos. Ainda não há informação de baixas.Soldados dos EUA não entram em Faluja desde o final do cerco à cidade, em abril, mas ataques aéreos são uma constante. Comandantes militares dizem que uma invasão em larga escala pode ser inevitável para restaurar a autoridade do governo central sobre a cidade. O premier Ayad Allkai declarou em entrevista para a televisão que "já esperamos mais que o suficiente por Faluja", referindo-se aos esforços políticos e diplomáticos para desarticular a rebelião local.Em Bagdá, tropas americanas e rebeldes enfrentaram-se ao longo da Rua Haifa, uma importante via do centro da cidade. Também ainda não há informação sobre baixas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.