EUA bombardeiam Faluja pelo quarto dia

Um avião americano disparou mísseis contra a cidade de Faluja, onde segundo os americanos encontram-se refugiados rebeldes sunitas. Este é o quarto dia de ataques contra a cidade, sobre a qual as tropas dos EUA e o governo provisório iraquiano não têm nenhum controle.Um homem morreu no bombardeio, disse o médico Ahmed Thaer, do Hospital Geral de Faluja. O ataque se segue aos bombardeios aéreos de quinta-feira que deixaram nove mortos em Faluja e dezenas de vítimas em outra cidade que também está sob controle dos rebeldes, Tal Afar.Um importante líder xiita, Abdel-Aziz al-Hakim, criticou a ofensiva aérea contra Tal Afar, dizendo que os americanos provocaram "catástrofes" que poderiam ter sido evitadas se tropas iraquianas fossem encarregadas da segurança.O governo turco pediu aos EUA que encerrem rapidamente as operações contra a cidade, dizendo que os bombardeios causaram baixas entre a população turca de Tal Afar. Namik Tan, porta-voz da chancelaria da Turquia, pediu que os americanos "não firam a população civil e evitem usar força de forma excessiva e indiscriminada".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.