EUA bombardeiam milícia xiita em Karbala; 22 mortos

Tanques, helicópteros e jatos americanos atacaram milicianos leais ao clérigo xiita radical Muqtada al-Sadr na cidade sagrada de Karbala, destruindo parcialmente uma mesquita e ateando fogo a sete hotéis. Vinte e dois milicianos foram mortos. Em sua primeira entrevista coletiva desde que o impasse entre suas forças e as tropas de ocupação teve início, Al-Sadr exortou seus seguidores a resistir e comparou os combates no Iraque à guerra do Vietnã. Segundo o general Mark Kimmitt, na operação de hoje seis soldados americanos ficaram feridos, quatro dos quais já voltaram ao serviço. Metade da mesquita de Mukhaiyam foi destruída no combate. A maioria das lojas no mercado Tal al-Zeinabiya, três ambulâncias e dois veículos militares foram destruídos. O combate se reduziu ao anoitecer. Policiais iraquianos guardaram a entrada da mesquita Imã Hussein, a mais sagrada da cidade, para impedir combatentes de entrar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.