EUA, Brasil, Argentina e Paraguai discutem terrorismo

Uma possível ação com a colaboração americana contra o terrorismo na tríplice fronteira entre o Brasil, Argentina e Paraguai, será discutida na próxima terça-feira, em Buenos Aires, com a presença do coordenador Contraterrorismo dos Estados Unidos, uma seção do Departamento de Estado, Cofer Black. O encontro foi confirmado pelo Ministério de Relações Exteriores do País, ao informar que representantes das chancelarias dos três países visitarão a tríplice fronteira na quarta-feira, mas antes participarão de uma reunião do Comando Tripartite, que hoje é presidido pelo Brasil. Este Comando tem o poder de controlar as atividades que sejam delituosas, inclusive as relacionadas ao terrorismo e o seu financiamento, como outros crimes, na região da tríplice fronteira. A delegação americana foi convidada pelo Comando para participar da reunião, que terá a finalidade de fortalecer a cooperaçào e um desenvolvimento no intercâmbio de informações, para combater o crime organizado internacional. Na reunião em Buenos Aires, aos países farão uma análise de possíveis vulnerabilidades da área quanto aos seguintes temas: tráfico de drogas, lavagem de dinheiro, financiamento de atividades potencialmente atribuíveis ao terrorismo, tráfico de armas e controle aduaneiro e de imigração. A participação brasileira no encontro incluirá a presença de representantes do Ministério das Relações Exteriores, do Departamento de Polícia Federal, da Agência Brasileira de Inteligência, da Secretaria da Receita Federal e do Conselho de Controle de Atividades Financeiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.