EUA cancelam ajuda a palestinos em represália a atentado

Os EUA interromperam dois programas de saneamento na Faixa de Gaza, porque a Autoridade Nacional palestina (ANP) não foi capaz de encontrar e punir os responsáveis por um atentado contra um comboio de diplomatas americanos cometido há sete meses. Autoridades americanas expressaram seu desagrado com o fracasso da ANP em localizar e punir as pessoas que colocaram uma bomba de controle remoto junto a um comboio da Embaixada americana. A explosão matou três americanos.Os projetos de saneamento, orçados em dezenas de milhões de dólares, não foram oficialmente cancelados, disse um representante dos EUA. No entanto, a licitação não será realizada, o que efetivamente congela a execução dos planos. Os projetos prejudicados são uma instalação de dessalinização de água e uma rede de distribuição.A Faixa de Gaza, uma área pobre e superpovoada, vem exigindo demais de seu aquífero, e as águas estão cada vez mais salgadas. Estudos mostram que os sais e nitratos presentes na água de Gaza já se encontram bem acima dos padrões aceitáveis para consumo humano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.