EUA celebram 50 anos de marcha histórica

Milhares de pessoas de todas as partes dos EUA começaram a se reunir ontem nas imediações do monumento a Abraham Lincoln, na capital americana, para comemorar os 50 anos da Marcha sobre Washington, quando o reverendo Martin Luther King pronunciou seu famoso discurso "Eu tenho um sonho", em 28 de agosto de 1964.

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

25 Agosto 2013 | 02h01

A organização do evento preparou fortes medidas de segurança para o ato, que deve contar com mais de 100 mil pessoas de hoje até quarta-feira, quando o presidente Barack Obama discursará junto com os ex-presidentes Bill Clinton e Jimmy Carter.

O filho do reverendo, Martin Luther King III, pediu ontem a dezenas de milhares de pessoas que continuem a luta iniciada há 50 anos pela geração de seu pai. Luther King III, que seguiu o mesmo caminho do pai como ativista pelos direitos civis, convocou os milhares de manifestantes a "não dar nem um passo atrás" na busca de seus direitos e lembrou que o sonho que King disse ter há 50 anos ainda não foi realizado.

"Estou aqui, neste lugar sagrado, sobre as pegadas do meu pai, comovido pela forte história. Mas mais do que isso, gosto de saber que vocês continuam sentindo sua presença, que continuam escutando sua voz. Este, porém, não é o momento de comemoração nostálgica. É tempo de continuar a tarefa dele", declarou. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.