EUA chamam plano da Coreia do Norte de 'provocação'

Os EUA apelaram neste sábado à Coreia do Norte que desista do plano de lançar um foguete este mês, alertando que o gesto desestabilizaria a península Coreana. Para Washington, o plano é uma "forte provocação".

SERGIO CALDAS, Agência Estado

01 de dezembro de 2012 | 14h09

A Coreia do Norte anunciou que pretende fazer um teste com um foguete de longa distância, supostamente para o lançamento de um satélite, entre os dias 10 e 22 deste mês. Este seria o segundo lançamento do tipo este ano, após uma primeira tentativa frustrada em abril.

"O lançamento de um ''satélite'' norte-coreano seria um ato muito provocativo, que ameaça a paz e a segurança na região", disse em comunicado a porta-voz do Departamento de Estado, Victoria Nuland.

O Japão também se pronunciou sobre o assunto e decidiu adiar conversas programadas com a Coreia do Norte depois de Pyongyang ter anunciado que vai fazer um novo teste com foguete, informou a agência de notícias japonesa Kyodo. Diplomatas dos dois países tinham um encontro marcado para daqui a alguns dias, em Pequim. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
JapãofogueteCoreia do Norte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.