Brendan McDermid/REUTERS
Brendan McDermid/REUTERS

EUA chegam a 13,5 milhões de casos de coronavírus, segundo Johns Hopkins

Nova York, Texas e Califórnia são os Estados com maior número de vítimas

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2020 | 23h50
Atualizado 01 de dezembro de 2020 | 06h03

WASHINGTON - Os Estados Unidos chegaram nesta terça-feira, 1º, a 13.545.017 casos confirmados do novo coronavírus, de acordo com o levantamento da Universidade Johns Hopkins. O número de mortes por covid-19 no país, segundo o mesmo levantamento, já chegou às 268.087.

Nova York é o Estado com mais mortes pela doença, com mais de 34 mil, seguido por Texas, Califórnia e Flórida. Já em relação ao número de casos, a ordem se inverte. O Texas é o líder em diagnósticos, com mais de 1,2 milhão de casos, seguido por Califórnia, Flórida, Illinois e Nova York.

A nova onda de infecções tem causado preocupação nas autoridades do país. O presidente do Banco Central americano (FED), Jerome Powell, alertou que os EUA caminham para meses difíceis no plano econômico devido ao ressurgimento da pandemia.

"O aumento de casos de covid-19, aqui e no exterior, é preocupante e pode ter consequências difíceis nos próximos meses", afirmou Powell, que vai discursar sobre o tema no Senado nesta terça.

Apesar de considerar as notícias recentes sobre a evolução das vacinas "muito positivas", Powell ponderiu que "ainda há desafios e incertezas significativas, incluindo o momento, a produção e a distribuição". /EFE e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.