EUA classificam guerrilha de direita de terrorista

O governo do presidente George W. Bush qualificou um grupo direitista da Colômbia como ?organização terrorista?, enquanto o secretário de Estado, Colin Powell, seguia para a América Latina em busca de melhores relações com a região. A designação de grupo terrorista, dada às forças paramilitares conhecidas como Autodefesas Unidas da Colômbia (AUC) foi divulgada por um proeminente funcionário americano que pediu para não ser identificado. A medida demonstra que Washington condena as ameaças tanto de direita como de esquerda, acrescentou. Segundo o funcionário, Powell quer deixar claro que os EUA não apóiam nenhum grupo que empregue a violência na Colômbia, ou em qualquer outro lugar do hemisfério. A viagem de três dias de Powell à Colômbia e Peru visa demonstrar que o interesse dos EUA na região vai além do México, país ao qual Bush deu maior enfoque nos últimos dias. Powell pretende assistir a um encontro da Organização dos Estados Americanos (OEA) em Lima, para aprovar um documento que estabelece uma série de parâmetros democráticos para a região. Além disso, oferecerá apoio às reformas democráticas no Peru, e se reunirá com líderes da Colômbia para analisar o conflito naquele país e os esforços para combater o narcotráfico na região, financiados por um pacote de ajuda americana de US$ 1,3 bilhão. A eleição de Bush criou esperanças na América Latina, depois que o atual presidente prometeu em sua campanha considerar a região "como um compromisso fundamental".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.