EUA: Comissário interino da Receita renuncia

O comissário interino da Receita Federal dos Estados Unidos (IRS, na sigla em inglês), Steven Miller, renunciou ao cargo em consequência da revelação de que a agência governamental realizou uma análise mais minuciosa que o normal das declarações de renda de grupos políticos conservadores antes das eleições do ano passado. O anúncio foi feito na noite desta quarta-feira pelo presidente dos EUA, Barack Obama, em Washington.

AE, Agência Estado

15 de maio de 2013 | 20h08

Obama, que tem sido criticado pela reação relativamente tímida ao escândalo, declarou que está "furioso" com o que aconteceu e disse que o povo norte-americano também tem o direito de estar.

A renúncia de Miller ocorre um dia depois de um relatório interno da IRS ter mostrado que a ineficácia da gestão permitiu que fiscais investigassem, de forma inapropriada, grupos como o Tea Party e outras organizações políticas conservadoras durante mais de 18 meses.

Miller ocupava o cargo desde novembro do ano passado, quando expirou o mandato do comissário Douglas Shulman, indicado pelo antecessor de Obama, George W. Bush.

Obama anunciou a renúncia de Miller depois de uma reunião na Casa Branca com funcionários do alto escalão do Departamento do Tesouro. A IRS é subordinada ao Tesouro.

De acordo com Obama, a renúncia de Miller foi pedida pelo secretário do Tesouro, Jacob Lew. O presidente norte-americano disse também que insiste na implementação de mecanismos para impedir que situações similares se repitam. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAReceitacomissáriorenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.