EUA concluem acusação contra Posada Carriles

Após 11 semanas de trabalho e o interrogatório de 23 testemunhas, promotores norte-americanos deram por concluídas hoje as acusações do caso contra Luis Posada Carriles, de 83 anos. Posada Carriles é um ex-agente da CIA e ativista anticomunista que foi levado a julgamento nos Estados Unidos por perjúrio, obstrução de justiça e fraude imigratória, entre outras acusações.

AE, Agência Estado

24 de março de 2011 | 17h59

Nascido em Cuba e naturalizado venezuelano, Posada Carriles atuou como agente da CIA entre 1960 e 1976, segundo documentos da própria agência norte-americana de espionagem divulgados nos últimos anos. Ele foi condenado à revelia pelo atentado que, em 1976, derrubou uma aeronave comercial da companhia Cubana de Aviación, no qual 73 pessoas morreram, e como mentor de uma série de explosões contra hotéis em Cuba na década de 1990, nas quais um turista italiano morreu.

O anticastrista também foi preso no Panamá no ano 2000 por envolvimento em um complô para assassinar Fidel Castro durante uma conferência internacional no país centro-americano, mas foi perdoado em 2004 pela presidente panamenha então em fim de mandato Mireya Moscoso. Entre outros episódios, Posada Carriles esteve envolvido na fracassada invasão da Baía dos Porcos e no escândalo Irã-Contras.

Posada Carriles entrou nos Estados Unidos em 2005 e, segundo a promotoria, mentiu sob juramento às autoridades imigratórios norte-americanas em diversas ocasiões. O promotor Timothy Reardon declarou hoje que o governo concluía o caso "por enquanto". A seguir, a defesa chamou sua primeira testemunha, mas pretende convocar outras nove.

O julgamento, que tem um forte componente político, começou em 10 de janeiro e estava programado para durar entre quatro a seis semanas. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Posada CarrilesEUAjulgamentoCuba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.