EUA condenam e Jihad Islâmica assume ataque em Jerusalém

O governo dos Estados Unidos condenou o atentado contra um ônibus lotado em Jerusalém, que deixou mais de 20 mortos, e voltou a insistir que a Autoridade Nacional Palestina reprima os grupos militantes violentos. Enquanto isso, a Jihad Islâmica, que havia jurado vingança contra Israel, pelo assassinato de um de seus agentes na semana passada, assumiu a autoria do atentado, em telefonemas para a imprensa árabe e a Associated Press.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.