EUA condenam naufrágio de navio de Seul em rascunho de resolução do CS

Texto aprovado pelos cinco membros permanentes não culpa Pyongyang diretamente pelo incidente

Associated Press,

08 de julho de 2010 | 18h24

NOVA YORK- Os Estados Unidos introduziram um rascunho de uma resolução no Conselho de Segurança da ONU que condena o naufrágio de um navio de guerra sul-coreano e expressa "profunda preocupação" com os resultados de uma investigação internacional liderada pela Coreia do Sul, que responsabilizou a Coreia do Norte pelo afundamento.

 

No entanto, o texto, obtido pela Associated Press, não condena ou culpa diretamente Pyongyang pelo naufrágio que matou 46 marinheiros sul-coreanos em 26 de março.

 

Susan Rice, embaixadora dos Estados Unidos na ONU, disse a jornalistas que o comunicado foi aprovado pelos cinco membros permanentes do CS - EUA, Rússia, China, Reino Unido e França - assim como pelo Japão e Coreia do Sul.

 

Ela apresentou o rascunho para os outros dez membros do conselho na noite desta quinta e se disse esperançosa de uma aprovação rápida.

 

O episódio do navio elevou a tensão entre as duas Coreias, tecnicamente em guerra desde 1950, quando começou a Guerra da Coreia. O conflito nunca foi formalmente encerrado e os dois lados permanecem apenas em trégua, embora haja atritos frequentemente.

 

Outra questão que gera impasse é o programa nuclear norte-coreano, considerado uma ameaça pelo sul. Pyongyang se recusa a retornar à mesa de negociações para abandonar os projetos atômicos e diz que só o fará se a Guerra da Coreia for encerrada formalmente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.