Evan Vucci/AP
Evan Vucci/AP

EUA condicionam diálogo nuclear com Coreia do Norte a fim de provocações

Em encontro com chanceleres do Japão e da Coreia do Sul, Hillary cobra fim de comportamento beligerante

estadão.com.br,

06 de dezembro de 2010 | 20h07

WASHINGTON - A secretária de Estado americana, Hillary Clinton condicionou nesta segunda-feira, 6, o retorno das negociações nucleares com a Coreia do Norte ao fim do comportamento 'beligerante' de Pyongyang na península coreana.

Veja também:

video Vídeo: Veja imagens do ataque norte-coreano

blog  Radar Global: O armistício de Pan-Mun-Jon

especial Infográfico: As origens do impasse na península coreana

lista Entenda a crise entre os dois países

Em encontro com chanceleres do Japão e da Coreia do Sul em Washington, Hillary elogiou a proposta da China para o retorno das negociações com o grupo dos seis (EUA, China, Japão, Rússia, Coreia do Sul e Coreia do Norte), mas estabeleceu condições.

"Esta reunião trilateral reafirmou os passos que a Coreia do Norte deve dar para o recomeço do diálogo. Ela precisa melhorar suas relações com a Coreia do Sul e parar o comportamento provocador", disse a secretária de Estado.

No mês passado, a artilharia norte-coreana atacou uma ilha da Coreia do Sul, matando dois civis e dois militares. A China pediu que os dois países mostrassem calma e contenção, mas Pyongyang tem continuado com uma retórica agressiva.

Com AP e Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.