EUA confirmam que cabeça encontrada é de americano

Os EUA confirmam que a cabeça encontrada no freezer de um radical islâmico na Arábia Saudita pertencia ao americano Paul M. Johnson Jr., diz a porta-voz da embaixada dos Estados Unidos em Riad. Johnson, um engenheiro de 49 anos que trabalhava para a Lockheed Martin, havia sido seqüestrado em 12 de junho por militantes ligados à Al-Qaeda e foi assassinado seis dias mais tarde. Ela morava na Arábia Saudita há 10 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.