EUA congelam mais contas vinculadas ao terrorismo

O governo dos Estados Unidos ampliou hoje seu cerco financeiro aos terroristas, adicionando 39 nomes à lista de indivíduos e organizações cujos depósitos nos Estados Unidos estão sendo congelados devido à suspeita de que financiem grupos terroristas. Com essa medida, sobe para 66 o número de titulares com bens bloqueados no país. O governo norte-americano está fornecendo a lista atualizada a outros governos, com o pedido de que se unam na repressão internacional ao financiamento de atividades terroristas. Em resposta ao pedido norte-americano, o governo da Grã-Bretanha informou hoje ter ordenado o congelamento de contas de 38 indivíduos e organizações suspeitas de apoiar ou de estarem envolvidas com o terrorismo. O Departamento do Tesouro britânico não informou quais contas foram congeladas. "A lista de hoje é o resultado de trocas de informações de inteligência entre o Reino Unidos e os EUA", afirmou o secretário do Tesouro Gordon Brown. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.