EUA congelam recursos de grupos ligados ao Hamas

A administração federal americana congelou os ativos de cinco organizações baseadas na Europa, acusadas de levantar recursos para o grupo palestino radical Hamas. O presidente George W. Bush disse que a decisão foi tomada porque o Hamas declarou-se responsável pelo atentado suicida contra um ônibus em Jerusalém, na terça-feira.A manobra, implementada pelo Departamento do Tesouro, também tem como alvo lideranças do Hamas. Uma autoridade americana que pediu para não ser identificada disse que diversos países da Europa parecem propensos a cooperar com o congelamento, mas que os EUA ainda aguardam respostas definitivas. A Casa Branca teve uma reação cautelosa à intenção israelense de retomar uma campanha de assassinatos contra líderes de grupos armados palestinos. Segundo o porta-voz Scott McClellan, ?sempre dissemos que Israel tem o direito de se defender... e que as partes, incluindo Israel, devem manter em mente as conseqüências de seus atos?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.