EUA consideram missão para resgatar refugiados no Iraque

O Exército dos EUA tem examinado planos para uma missão internacional de resgate dos milhares de refugiados da minoria Yazidi que estão presos em uma montanha por medo de ataques de militantes sunitas no norte do Iraque. Enquanto a proposta é estudada, as forças de segurança norte-americanas já consideram organizar uma missão de socorro perigosa que poderia, pela primeira vez, colocar as tropas do país em confronto direto com o Estado Islâmico, disseram oficiais. Qualquer operação teria que ser aprovada pelo presidente Barack Obama.

Estadão Conteúdo

12 de agosto de 2014 | 20h29

A missão de resgate é uma das muitas opções que os militares norte-americanos têm examinado desde a operação que levou água e comida para os refugiados. "As pessoas estão buscando maneiras de fazer algo mais do que entregar água e suprimentos", disse um oficial dos EUA.

No entanto, nenhuma operação será realizada até o Exército norte-americano conseguir um melhor entendimento da crise. Oficiais dos Estados Unidos ainda não sabem quantos refugiados estão presos nas montanhas. "Qualquer operação que diz respeito à montanha tem seus desafios", disse o oficial. "Se tentarmos algo pelo ar, se tentarmos algo por terra, ambos têm riscos inerentes." Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAIraqueresgate

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.