EUA consideram reduzir sua saída militar do Afeganistão

Os Estados Unidos consideram reduzir sua saída militar do Afeganistão, mantendo uma presença maior do que o previsto para este ano e no próximo. A justificativa dada pelo secretário de defesa, Ash Carter, é de que o novo governo precisa se mostrar mais de confiança.

Estadão Conteúdo

21 de fevereiro de 2015 | 19h40

Carter revelou ainda que a administração de Barack Obama está "repensando" sua missão contra o terrorismo no Afeganistão, mas não revelou o que será feito. Ele falou que o presidente dos EUA discutirá o que será feito após visita do presidente Ashraf Ghani à Casa Branca, marcada para o mês de março.

O secretário de defesa não revelou se Obama considera manter as tropas após 2016. Atualmente, existem 10 mil soldados norte-americanos no Afeganistão. Em 2010 e 2011 haviam 100 mil. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAAfeganistãoterrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.