EUA: Contaminação deixa milhares sem água em Ohio

Cerca de 400.000 habitantes dos arredores de Toledo, em Ohio (EUA), ficaram sem água potável hoje, depois que autoridades alertaram para uma contaminação por toxina derivada de algas das proximidades do lago Erie, que abastece a cidade.

Estadão Conteúdo

02 de agosto de 2014 | 16h05

A ingestão da água contaminada pode resultar em função anormal do fígado, diarreia, vômitos, náuseas, dormência ou tonturas, segundo as autoridades. Nenhum caso foi relatado até o momento.

O governador de Ohio, John Kasich, declarou estado de emergência em dois municípios da região de Toledo e ativou a Guarda Nacional para trabalhar com a Secretaria Estadual de Transportes na distribuição de água às áreas afetadas.

Os moradores foram aconselhados a não utilizar a água para escovar os dentes. A fervura da água, que em outras situações é suficiente para torná-la segura, neste caso só aumenta a concentração da toxina, segundo as autoridades.

Foi solicitado a todos os estabelecimentos que utilizam água, incluindo restaurantes, que fechem as suas portas, a menos que possam garantir que a água da torneira não será utilizada. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAcontaminação de água

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.