EUA convocam milhares de fuzileiros para Iraque e Afeganistão

O Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos anunciou nesta terça-feira que nos próximos meses convocará milhares de soldados que estão hoje na reserva para compor as tropas que estão no Iraque e no Afeganistão.A força recebeu autorização do presidente americano, George W. Bush, para mobilizar soldados que atualmente não estão na ativa, mas que ainda têm contrato de serviço militar em vigor, vínculo que normalmente é de oito anos.Segundo o coronel Guy Stratton, a decisão foi tomada para atender a necessidade de cobrir cerca de 1.200 vagas para as próximas mobilizações de unidades para a "guerra global contra o terrorismo", e não há limite no número de soldados que podem ser obrigados a retornar ao campo de batalha.Os fuzileiros navais normalmente se alistam por um período de quatro anos, embora com um contrato de oito anos de serviço. Eles costumam passar os últimos quatro anos na reserva regular, onde treinam periodicamente, recebem um salário mensal e podem se apresentar de forma voluntária para a ativa ou na chamada "Individual Ready Reserve", onde têm apenas a obrigação de se apresentar uma vez por ano, mas na qual podem ser obrigados a se alistar novamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.