EUA cortam orçamento da polícia aérea

A Administração de Segurança nos Transportes (TSA, pela sigla em inglês) quer cortar a verba para os delegados do ar - policiais federais especializados em lidar com situações de seqüestro de aviões -, ao mesmo tempo em que o governo dos EUA lança um alerta sobre a possibilidade de a Al-Qaeda tentar novos seqüestros suicidas de aeronaves. A agência procura aprovação do Congresso para cortar US$ 104 milhões do programa de delegados do ar, para ajudar a mitigar um déficit de US$ 900 milhões. Não está claro quantos milhares de postos de delegado serão afetados. ?Temos mais prioridades do que recursos para apoiá-las?, disse o porta-voz da TSA, Robert Johnson. A notícia do corte nos delegados surge no momento em que o Departamento de Segurança Interna alerta para o risco de seqüestros e aumentam as restrições a passageiros vindos do exterior para os EUA.

Agencia Estado,

30 Julho 2003 | 14h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.