EUA cortam verba para fundo populacional da ONU

O governo dos EUA reterá US$ 34 milhões aprovados pelo Congresso americano para o fundo populacional das Nações Unidas. A administração Bush acusa o fundo de ligação com abortos forçados ocorridos na China, disse o secretário de Estado Colin Powell. O Departamento de Estado acredita que o fundo ajudou a China a implementar programas que envolvem abortos compulsórios.A retenção do dinheiro foi criticada por Tim Wirth, presidente da Fundação Nações Unidas, Gloria Feldt, presidente da Federação Americana de Planejamento Familiar e diversos membros do Congresso. ?Essa decisão baseia-se claramente em política, não em saúde pública?, disse Feldt. Wirth, que já foi senador, disse que a decisão desaponta todos os que se preocupam com a saúde da mulher, mortalidade materna, prevenção da aids e ?todos nós que estamos preocupados com cooperação internacional e com a reputação dos EUA no mundo?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.