EUA criarão agência de combate ao terrorismo

A administração do presidente George W. Bush pretende criar uma nova agência para combater o terrorismo biológico, químico e nuclear, informou hoje uma fonte do Congresso americano, que não quis se identificar. A nova agência ficará sob a responsabilidade da Agência Federal de Administração de Emergências e o vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney vai supervisionar a criação da nova instituição.A agência estará no controle de outras 40 agências federais, que vão fornecer pessoal e serviços de emergência. Atualmente, o Departamento de Justiça é o responsável por cuidar de ataques terroristas. Oficiais da Casa Branca se recusaram a comentar a criação deste organismo, informou o canal NBC.O Congresso americano, por sua vez, tem um outro projeto para reorganizar o sistema antiterrorismo americano. O Comitê de Inteligência do Senado estará marcando audiências sobre o assunto na próxima semana. Andrea Andrews, porta-voz do Comitê de Inteligência do Senado, disse que o plano de Bush "está no caminho certo". "Existe um consenso de que alguma coisa precisa ser feita para coordenar todas as agências de combate ao terrorismo", disse.O governo norte-americano recebeu várias indicações de que os Estados Unidos não estão preparados para lidar com os problemas causados por ataques terroristas. No ano passado, um exercício secreto, realizado para determinar como uma cidade de médio porte reagiria a um ataque terrorista, demonstrou que os hospitais, a polícia e outros serviços não estão preparados para auxiliar a população.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.