EUA critica comparação de Israel aos nazistas

A administração Bush rejeitou hoje como "totalmente inaceitável" a afirmação feita pelo presidente da Síria, Bashir Assad, de que Israel "é umasociedade mais racista que o nazismo".Segundo o porta-voz do Departamento de Estado, RichardBoucher, as declarações de Assad, proferidas durante a cúpula daLiga Árabe, em Amã, são "totalmente inaceitáveis einapropriadas".Durante a cúpula, Assad propôs também a retomada de umboicote econômico contra Israel, mas a Liga decidiu simplesmenteconsiderar um embargo. Sobre este tema, a Casa Branca tambémexpressou sua oposição. "Somos absolutamente contrários aqualquer retomada de um boicote árabe", disse Boucher.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.