EUA criticam libertação de traficante na Colômbia

O Departamento de Estado americano considerou "infeliz" a decisão do juiz colombiano que permitiu ao ex-chefe do cartel colombiano de Cali, Gilberto Rodríguez Orejuela, deixar a prisão. "As atividades ilegais dos irmão Rodríguez Orejuela são uma preocupação nossa e do governo da Colômbia, que fez todos os esforços possíveis para evitar sua libertação", disse o departamento americano encarregado das Relações Exteriores em um comunicado divulgado hoje. Depois de qualificar de "infeliz" a decisão judicial que levou à libertação do ex-capo, o Departamento de Estado acrescentou que, no entanto, trata-se de "um assunto interno que as autoridades colombianas têm de resolver".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.