EUA criticam palestinos em relatório sobre terrorismo

O Departamento de Estado dos Estados Unidos criticou, pela primeira vez, os extremistas da Autoridade Nacional Palestina (ANP) em um relatório sobre terrorismo que deve ser divulgado na semana que vem, informou hoje o jornal americano USA Today. O relatório vai incluir acusações de Israel de que a Fatah, maior facção dentro da ANP, teve participação em atividades terroristas contra israelenses. O jornal cita oficiais norte-americanos, que não revelaram suas identidades."O estudo é a fundação para declarar que esses grupos são, na verdade, organizações terroristas", disse Kenneth Katzman, um especialista em assuntos do Oriente Médio do Serviço de Pesquisa do Congresso. O relatório, entretanto, não afirma que os grupos afiliados à ANP são organizações terroristas. Ainda assim, o relatório aumenta a pressão para que os Estados Unidos estreitem suas relações com a ANP. No começo deste mês, um grupo de 87 senadores enviou uma carta ao presidente George W. Bush pedindo para que a relação entre os Estados Unidos e os palestinos fosse reavaliada. Eles pedem para que os escritórios da ANP em Washington sejam fechados e que os norte-americanos parem de ajudar os palestinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.